bolsa-de-crochê-fio-de-malha-com-multitecnicas

BOLSAS
ARTESANAIS

bolsas artesanais Bella Linha

Bolsas artesanais é o título deste artigo. O tema foi escolhido baseado no grande interesse por parte das mulheres sobre este assunto. Normalmente as mulheres são apaixonadas por bolsas, e os modelos feitos artesanalmente tem ganhado cada vez mais espaço no mercado devido a sua beleza e originalidade.

E para quem já tem certa habilidade com trabalhos manuais, começar a confeccionar bolsas artesanais pode ser uma excelente fonte de renda. 

Mas não precisa ficar apreensiva se você ainda não tem tanta aptidão assim. Com algum tempo de treino e de dedicação com certeza você conseguirá aprender a como fazer bolsas artesanais simples e estilosas.

Uma grande vantagem de se trabalhar com a bolsa artesanal é que o publico alvo – ou seja, os possíveis compradores -, é super diversificado. Isso porque esse tipo de bolsa pode ser usada por homens, mulheres e até mesmo por crianças. E vale dizer que a criançada fica linda usando uma pequena bolsa artesanal para complementar os looks! O ideal é que você saia da zona de conforto e comece a pensar nas mais diversas possibilidades que esse item pode oferecer.

Se você tem interesse de saber um pouco sobre diferentes técnicas manuais para produzir bolsas femininas artesanais continue lendo esse texto que preparamos especialmente para você.

bolsas artesanais femininas: Saiba mais sobre as melhores técnicas 

Bolsas artesanais femininas, esse é um assunto que pode render bastante, afinal, existem diversas técnicas que você pode utilizar para fazer a sua.

Veja abaixo algumas delas:

  • Crochê Tunisiano: para fazer bolsas usando a técnica de crochê tunisiano é preciso utilizar uma agulha comprida ou então uma agulha de crochê junto com um cabo condutor. Nesse método você sempre trabalhará com a frente do trabalho, e as carreiras serão realizadas sempre ida e volta. A técnica do crochê tunisiano é muito interessante, pois já que os seus pontos são muito ligados, ela dá a impressão de um duplo tecido. 

 

  • Bordado Russo: Na técnica do bordado russo, a impressão que se tem é que de que o bordado esta em alto relevo. Isso acontece porque ao invés de usar a agulha padrão, é usada uma agulha em formato de caneta, que vai furando o tecido e realizando o bordado.

 

  • Tricô Circular: A bolsa de tricô é linda e conta com uma técnica diferente: a bolsa de tricô circular. O tecido do tricô costuma ser elástico, então quando a pessoa coloca algum item dentro da bolsa ele tende a esticar, então para fazer esse tipo de bolsa é preciso um cuidado especial para que a bolsa não perca muito do seu formato conforme o tempo for passando.  

Bolsas artesanais: chegando à perfeição

Você pode pensar que apenas quem já domina técnicas específicas de trabalhos manuais pode começar a fabricar bolsas artesanais. Mas é aí que você se engana.

Hoje em dia existe muito conteúdo na internet que ensina diversas técnicas e que até mesmo oferece cursos que são gratuitos sobre crochê, e tricô. Ou seja, se você ainda não teve a oportunidade de aprender a como fazer uma bolsa artesanal, você pode usufruir das vantagens da internet para desenvolver uma nova habilidade.

E vale lembrar que atualmente o “fast fashion” tem sido cada vez mais abordado e mais repensado. Ou seja, as pessoas estão considerando adquirir peças que são únicas e que são duráveis, evitando comprar itens que vão se desgastar com facilidade e que logo terão que ser substituídos.

E entre estes itens que são únicos e que podem durar vários anos estão as bolsas artesanais! Seus diversos estilos que vão do rústico ao mais delicado são perfeitos para compor qualquer look, já que combinam com diversas peças e vários tipos de roupa.

Os pontos feitos de crochê permitem diversificar os modelos e impressionam os clientes que ficam admirados com a delicadeza e formosura das peças. Além disso, o crochê é um material duradouro, o que faz com que a bolsa se torne um acessório que pode ser usado por muito tempo.

Diante de tantos bons motivos fica difícil não se apaixonar pelos modelos de bolsar artesanais não é mesmo?

Pensando e aprendendo: mais do que uma bolsa artesanal

Algumas pessoas começam a fazer bolsas artesanais por lazer (como um passatempo) e outras encaram esse trabalho como uma fonte de renda. Independente do motivo, é impossível não concordar que fazer trabalhos manuais é um tanto quanto terapêutico.

Além disso, o artesanato é uma das melhores formas de reciclar e de contribuir para a sustentabilidade do nosso planeta.

Com um pouco de habilidade e a dose certa de criatividade é possível que qualquer pessoa consiga criar itens originais, cheios de personalidade e com um traço pessoal. E muito se engana quem pensa que bolsas artesanais só podem ser usadas em ambientes informais ou na praia. Hoje em dia a moda mudou bastante e com isso abriu a mente das pessoas para que elas se sintam à vontade para criar novos estilos e novas tendências.

Sejam as bolsas artesanais feitas de crochê, tricô ou até mesmo de materiais recicláveis como garrafa pet, essas peças têm ganhado um espaço no guarda roupa daqueles que prezam pela sustentabilidade, gostam de itens originais e é claro, bonitos!

Veja abaixo alguns tipos de bolsas artesanais que são perfeitas para usar ou para dar de presente.

  • Bolsa feita de tecidos: as bolsas feitas de tecido podem ser confeccionadas a partir de retalhos e de “sobras” de outros tecidos. Fazendo uma boa combinação de cores e estampas é possível criar bolsas lindas, únicas e totalmente artesanais.

 

  •  Bolsas feitas com garrafa pet: Muita gente ainda não sabe, mas já existem muitas bolsas que são feitas do plástico das garrafas pets. Com esse material é possível criar bolsas, carteiras e muitos outros acessórios. Não é nem preciso citar como essa prática é sustentável né?

 

  • Bolsas de juta: as bolsas de juta são feitas a partir de um tecido têxtil vegetal, com ele é possível criar peças artesanais muito bonitas e com um estilo mais rústico devido a textura do tecido e da sua cor.

 

  • Bolsas de crochê ou tricô: As clássicas bolsas de crochê ou tricô não poderiam faltar na lista de itens artesanais. Essas peças existem nos mais diversos formatos, tamanhos e cores. Além disso, essas bolsas tendem a ser delicadas e dão um ar romântico e simples aos looks.

 

E vale lembrar que as bolsas artesanais podem ser usadas por todas as pessoas, e não se restringe apenas ao público feminino. Mais uma vez é preciso dizer a moda vem se adaptando e se atualizando a cada dia mais, abrindo um leque de possibilidades para todos os públicos.

bolsa-de-fio-de-malha.JPG

SOBRE NÓS

A Bella linha é uma marca que trabalha produtos, acessórios e bolsas artesanais em fio de malha, utilizando técnicas de crochê de forma personalizada

BOLSAS EM PROMOÇÃO

bolsas-artesanais.JPG

BOLSAS MAIS VENDIDAS

BOLSA DE CROCHÊ EM FIO DE MALHA COM MULTITÉCNICAS

bolsa-juliana.JPG
bolsa-andréia.JPG
bolsa-luna.JPG
bolsa-letícia.JPG

bolsa de crochê fio de malha é muito conhecida por todo o mundo, já que elas são muito bonitas e tem como característica principal a sua confecção manual. Porém, o que muitas pessoas não sabem é o que é o fio de malha, que é um material que pode ser utilizado para a fabricação dessas bolsas.

Algumas pessoas estão comprando bolsa de fio de malha sem conhecer muito bem esse tipo de material, então o objetivo desse artigo é falar um pouco mais sobre assunto e tirar algumas dúvidas do público em geral.

Bolsa de fio de malha: o que é fio de malha

A Bolsa de fio de malha pode ser confeccionada a partir de dois tipos de fios: O residual e o Premium. A grande maioria das nossas peças, principalmente bolsas, são confeccionadas com o fio Premium.

O fio de malha premium possui uma tabela de cores fixas, pois eles são feitos exclusivamente para o trabalho artesanal. Com o fio Premium é possível obter cores certas, sem variação de tonalidade.

O fio de malha residual se trata de um material reciclado, que é feito a partir dos resíduos deixados pelas indústrias têxteis. Por esse motivo, os fios de malhas residuais podem ter características distintas. Alguns deles podem ser mais grossos, outros mais finos, mais ou menos resistentes. Também existem diversas opções de cores e tonalidades.

Dessa forma, na hora de comprar um fio de malha residual, é possível encontrar no mesmo rolo partes mais grossas ou mais finas, essa diferença de espessura é totalmente normal.  

Por se tratar de um fio que é feito a partir dos resíduos de outros materiais, o fio de malha residual pode ser até mesmo remendado, com o objetivo de tecer um fio contínuo.

Mas vale ressaltar que todas as características acima não são um problema na criação do fio, são apenas particularidades do produto.

ACESSE:

BOLSAS ARTESANAIS

BOLSA DE CROCHÊ