BOLSAS ARTESANAIS FEMININAS

bolsas-artesanais.JPG

BOLSAS ARTESANAIS

Bolsas artesanais é o título deste artigo. O tema foi escolhido baseado no grande interesse por parte das mulheres sobre este assunto. Normalmente as mulheres são apaixonadas por bolsas, e os modelos feitos artesanalmente tem ganhado cada vez mais espaço no mercado devido a sua beleza e originalidade.

E para quem já tem certa habilidade com trabalhos manuais, começar a confeccionar bolsas artesanais pode ser uma excelente fonte de renda. 

Mas não precisa ficar apreensiva se você ainda não tem tanta aptidão assim. Com algum tempo de treino e de dedicação com certeza você conseguirá aprender a como fazer bolsas artesanais simples e estilosas.

Uma grande vantagem de se trabalhar com a bolsa artesanal é que o publico alvo – ou seja, os possíveis compradores -, é super diversificado. Isso porque esse tipo de bolsa pode ser usada por homens, mulheres e até mesmo por crianças. E vale dizer que a criançada fica linda usando uma pequena bolsa artesanal para complementar os looks! O ideal é que você saia da zona de conforto e comece a pensar nas mais diversas possibilidades que esse item pode oferecer.

Se você tem interesse de saber um pouco sobre diferentes técnicas manuais para produzir bolsas femininas artesanais continue lendo esse texto que preparamos especialmente para você.

Saiba mais sobre as melhores técnicas de bolsas artesanais femininas

Bolsas artesanais femininas, esse é um assunto que pode render bastante, afinal, existem diversas técnicas que você pode utilizar para fazer a sua.

Veja abaixo algumas delas:

  • Crochê Tunisiano: para fazer bolsas usando a técnica de crochê tunisiano é preciso utilizar uma agulha comprida ou então uma agulha de crochê junto com um cabo condutor. Nesse método você sempre trabalhará com a frente do trabalho, e as carreiras serão realizadas sempre ida e volta. A técnica do crochê tunisiano é muito interessante, pois já que os seus pontos são muito ligados, ela dá a impressão de um duplo tecido. 

 

  • Bordado Russo: Na técnica do bordado russo, a impressão que se tem é que de que o bordado esta em alto relevo. Isso acontece porque ao invés de usar a agulha padrão, é usada uma agulha em formato de caneta, que vai furando o tecido e realizando o bordado.

 

  • Tricô Circular: As bolsas de tricô são lindas e contam uma técnica diferente: o tricô circular. O tecido do tricô costuma ser elástico, então quando a pessoa coloca algum item dentro da bolsa ele tende a esticar, então para fazer esse tipo de bolsa é preciso um cuidado especial para que a bolsa não perca muito do seu formato conforme o tempo for passando.  

Bolsas artesanais: chegando à perfeição

Você pode pensar que apenas quem já domina técnicas específicas de trabalhos manuais pode começar a fabricar bolsas artesanais. Mas é aí que você se engana.

Hoje em dia existe muito conteúdo na internet que ensina diversas técnicas e que até mesmo oferece cursos que são gratuitos sobre crochê, e tricô. Ou seja, se você ainda não teve a oportunidade de aprender a como fazer uma bolsa artesanal, você pode usufruir das vantagens da internet para desenvolver uma nova habilidade.

E vale lembrar que atualmente o “fast fashion” tem sido cada vez mais abordado e mais repensado. Ou seja, as pessoas estão considerando adquirir peças que são únicas e que são duráveis, evitando comprar itens que vão se desgastar com facilidade e que logo terão que ser substituídos.

E entre estes itens que são únicos e que podem durar vários anos estão as bolsas artesanais! Seus diversos estilos que vão do rústico ao mais delicado são perfeitos para compor qualquer look, já que combinam com diversas peças e vários tipos de roupa.

Os pontos feitos de crochê permitem diversificar os modelos e impressionam os clientes que ficam admirados com a delicadeza e formosura das peças. Além disso, o crochê é um material duradouro, o que faz com que a bolsa se torne um acessório que pode ser usado por muito tempo.

Diante de tantos bons motivos fica difícil não se apaixonar pelos modelos de bolsar artesanais não é mesmo?

bolsa-juliana.JPG
bolsa-andréia.JPG
bolsa-luna.JPG
bolsa-letícia.JPG

Pensando e aprendendo: mais do que uma bolsa artesanal

Algumas pessoas começam a fazer bolsas artesanais por lazer (como um passatempo) e outras encaram esse trabalho como uma fonte de renda. Independente do motivo, é impossível não concordar que fazer trabalhos manuais é um tanto quanto terapêutico.

Além disso, o artesanato é uma das melhores formas de reciclar e de contribuir para a sustentabilidade do nosso planeta.

Com um pouco de habilidade e a dose certa de criatividade é possível que qualquer pessoa consiga criar itens originais, cheios de personalidade e com um traço pessoal. E muito se engana quem pensa que bolsas artesanais só podem ser usadas em ambientes informais ou na praia. Hoje em dia a moda mudou bastante e com isso abriu a mente das pessoas para que elas se sintam à vontade para criar novos estilos e novas tendências.

Sejam as bolsas artesanais feitas de crochê, tricô ou até mesmo de materiais recicláveis como garrafa pet, essas peças têm ganhado um espaço no guarda roupa daqueles que prezam pela sustentabilidade, gostam de itens originais e é claro, bonitos!

Veja abaixo alguns tipos de bolsas artesanais que são perfeitas para usar ou para dar de presente.

  • Bolsa feita de tecidos: as bolsas feitas de tecido podem ser confeccionadas a partir de retalhos e de “sobras” de outros tecidos. Fazendo uma boa combinação de cores e estampas é possível criar bolsas lindas, únicas e totalmente artesanais.

 

  •  Bolsas feitas com garrafa pet: Muita gente ainda não sabe, mas já existem muitas bolsas que são feitas do plástico das garrafas pets. Com esse material é possível criar bolsas, carteiras e muitos outros acessórios. Não é nem preciso citar como essa prática é sustentável né?

 

  • Bolsas de juta: as bolsas de juta são feitas a partir de um tecido têxtil vegetal, com ele é possível criar peças artesanais muito bonitas e com um estilo mais rústico devido a textura do tecido e da sua cor.

 

  • Bolsas de crochê ou tricô: As clássicas bolsas de crochê ou tricô não poderiam faltar na lista de itens artesanais. Essas peças existem nos mais diversos formatos, tamanhos e cores. Além disso, essas bolsas tendem a ser delicadas e dão um ar romântico e simples aos looks.

 

E vale lembrar que as bolsas artesanais podem ser usadas por todas as pessoas, e não se restringe apenas ao público feminino. Mais uma vez é preciso dizer a moda vem se adaptando e se atualizando a cada dia mais, abrindo um leque de possibilidades para todos os públicos.

6 dicas para você começar a trabalhar com bolsas artesanais e vender mais

Se você quer trabalhar com bolsas artesanais e ainda não sabe por onde começar, continue lendo nosso artigo e conheça algumas dicas que podem te ajudar nesse novo projeto!

Dica 1 – Pense no seu público alvo

Normalmente, as mulheres são as primeiras a se interessas por modelos de bolsas artesanais. Isso porque a maior parte dos modelos que existem no mercado são feitos pensadas para elas.

Por isso, você pode segmentar o seu público e produzir mais bolsas para mulheres, mães e adolescentes. Vale lembrar que existem mulheres que gostam de bolsas maiores onde possam guardar itens grandes, e existem mulheres que preferem bolsas pequenas e minimalistas, para guardar apenas a carteira e o celular.

Segmentando seu público fica mais fácil de saber por onde começar e quais modelos criar. Essa definição também pode contribuir para os estilos, cores e formatos das bolsas.

Mas é claro que isso não impede que você faça bolsas para homens e até mesmo para crianças.

Dica 2 – Onde se deve comercializar bolsas artesanais

Atualmente é possível encontrar modelos de bolsas artesanais em vários lugares. Elas são vendidas nos shoppings, em lojas de rua e até menos nas feiras hippies de diversas cidades. Por isso, é possível achar bolsas artesanais de todos os preços, que podem ser adquiridas por pessoas de todas as classes sociais.

E não podemos deixar de citar a Internet, que proporciona para muitas lojas e produtores independentes uma ótima maneira de vender os seus produtos e de divulgar a sua marca.

Para escolher o melhor local para comercializar bolsas artesanais é necessário que você pense no preço de venda e no seu público alvo. Por isso, não esqueça de fazer um planejamento estratégico para definir qual será o local mais apropriado para você.

Dica 3 – Utilize a Internet a seu favor

Mesmo que você chegue à conclusão de que vai vender as suas bolsas artesanais em uma loja física ou em um quiosque do shopping, é indispensável que você tenha uma página na Internet e que por meio dela você divulgue os seus produtos.

Ter uma página na Internet faz com que você seja encontrado por um número maior de pessoas e isso consequentemente te dá mais chances de conseguir vender mais. É claro que existem algumas estratégias de marketing que são realizadas para fazer com que a sua página virtual seja acessada por mais pessoas, mas se você não quiser investir em marketing apenas criar um site já é suficiente para começar.

Para que você tenha uma noção, no ano de 2011 o mercado brasileiro fez uma movimentação de mais de 15 bilhões de reais apenas no comércio eletrônico. Por isso, empresas de todos os portes bem como os pequenos empresários já entendem a importância de se ter uma presença online.

Dica 4 – Não deixe de usar as Mídias Sociais

Existem muitas mídias sociais disponíveis gratuitamente que podem contribuir para o seu negócio. Entre elas podemos citar: facebook, instagram, blogs, youtube e árias outras.

A partir desses canais você pode divulgar os seus produtos e fazer com que as pessoas conheçam mais as técnicas e as formas que você utilizada para confeccionar as bolsas artesanais.

É importante dizer que quando as pessoas acompanham o processo de desenvolvimento do produto, elas tendem a dar o devido valor ao produto final e ficam mais compreensivas em relação aos preços.

Dica 5 – Decidas quais serão os tipos de bolsas artesanais que você irá vender

Existem muitos tipos e bolsas artesanais, e as vezes escolher um único tipo pode fazer com que você se aprimore naquele técnica e seja reconhecido por ser muito bom naquela criação.

Mas essa dica não é uma regra! Se você tem habilidade de criar diversos modelos a partir de vários materiais e métodos, você pode ter um negócio com modelos diversificados. Nesse caso, a vantagem é que você poderá atingir um público maior, devido a um número maior de modelos e estilos.

Dica 6 – Faça um planejamento antes de começar

Essa dica é praticamente a junção de todas as dicas anteriores. Antes de começar o seu negócio de bolsas artesanais você deve fazer um levantamento geral das informações que você precisa ter em mãos antes de investir.

Tipos de bolsas que serão criadas, os materiais que vão ser consumidos, quem vai fazer (mão de obra), onde serão feitas, onde serão comercializadas... tudo isso vai influenciar no preço do seu produto e no sucesso das vendas.

Conclusão

Esse artigo teve como objetivo falar um pouco mais sobre as bolsar artesanais femininas e masculinas que estão cada vez mais aparentes no mundo da moda e nas ruas.

Essas peças podem ser feitas tanto por pessoas que procuram um hobby como por aquelas que tem uma boa habilidade manual e desejam abrir um negócio artesanal.

Foram citados alguns modelos de bolsas artesanais: as feitas de crochê, de tricô, de tecidos e outros materiais, inclusive o plástico da garrafa pet. Além disso também citamos diferentes técnicas manuais que podem ser usadas na criação das bolsas.

As bolsas artesanais são itens originais, estilosos, versáteis, e muito uteis para o dia a dia, podendo ser classificadas como itens duradouros que vão contra a moda do “fast fashion” que se refere a moda descartável e pouco durável.

Dessa forma, você pode se jogar nas diversas possibilidades que o mundo das bolsas artesanais pode oferecer, contribuindo para uma moda mais consciente e com muito mais estilo e originalidade.

ACESSE:

HOME

BOLSA DE CROCHÊ